Calvície Feminina Causas, Tratamentos e Gestão da Queda de Cabelo
Foto Wilton de Andrade
Escrito por
Wilton de Andrade
Última atualização
02/07/2024
Logo da Pill

Compreenda a Calvície Feminina 

A queda de cabelo em homens é geralmente uma condição genética, herdada e, portanto, um processo que dura a vida toda, mas quais são as causas predisponentes da queda de cabelo na calvície feminina? Algumas mulheres podem começar a ter queda de cabelo em uma idade precoce, até mesmo na puberdade, enquanto em outros casos isso é observado quando elas chegam à menopausa.

A perda de cabelo e o afinamento podem ser temporários ou permanentes. O problema geralmente se deve a fatores genéticos, mas também pode ser desencadeado por doenças ou distúrbios que atacam os folículos capilares. Embora a alopecia geralmente não afete a saúde física, o sofrimento emocional e psicológico que pode acompanhá-la é real.

Descubra como lidar com a calvície feminina: suas causas, sinais e tratamentos eficazes para restaurar a vitalidade dos cabelos.

 

O que é Calvície Feminina?

A alopecia feminina é a perda de cabelo em mulheres, que pode afetar tanto a densidade quanto a qualidade do cabelo em diferentes áreas do couro cabeludo. Felizmente, a queda de cabelo em mulheres raramente progride para a perda total de cabelo, como acontece com os homens.

Mas, no caso das mulheres, ela aparece no alargamento da parte frontal e no clareamento da linha central superior. Posteriormente, ela se espalha em direção à coroa e a cada uma das laterais, mas sempre com densidade mínima de cabelo. Isso é chamado de calvície de padrão feminino e os efeitos geralmente são permanentes.

Principais tipos de alopecia feminina

É difícil estabelecer uma tipologia completa da alopecia feminina porque os diferentes tipos podem ser classificados de diferentes maneiras; dependendo de sua extensão, por exemplo, podem ser circunscritos ou difusos. Mas há dois grupos principais:

  • Alopecia cicatricial: O folículo piloso é gravemente danificado, mal formado ou destruído devido a processos cutâneos que causam inflamação e dano folicular. Nesses casos, a recuperação não é possível (trata-se de calvície irreversível). 
  • Alopecia não cicatricial: são manchas de calvície reversíveis, pois o folículo piloso pode apresentar disfunções, mas não está danificado.

Alopecia androgenética feminina

A grande maioria dos casos de calvície em ambos os sexos (cerca de 95%) é desse tipo. Sua base parece ser uma predisposição genética, mas a causa imediata é uma superabundância de andrógenos (hormônios masculinos), que nas mulheres aparece em momentos de reajuste hormonal: adolescência, menopausa, tratamentos hormonais...

Ela afeta cada sexo de forma diferente; o chamado "padrão feminino" é caracterizado pela perda de cabelo não localizada em áreas específicas (o cabelo está afinando ou diminuindo, mas não há "pontos calvos" ou "recuo da linha do cabelo").

Alopecia traumática

Nós nos referimos a isso quando falamos de calvície feminina causada por fatores mecânicos. O que isso significa? Que algumas formas de tratar nosso cabelo levam ao seu enfraquecimento e à perda subsequente (geralmente quando há outros fatores que preparam o caminho).

Estamos nos referindo a problemas cotidianos, como tração excessiva (penteados em que puxamos muito o cabelo) ou fricção constante contra, por exemplo, o travesseiro; mas também a alguns distúrbios, como a tricotilomania (arrancar o próprio cabelo). 

Alopecia feminina difusa

Embora a alopecia em mulheres seja geralmente difusa, há várias manifestações (conhecidas como "eflúvios") que se caracterizam pela queda do cabelo em uma fase específica de seu ciclo de vida natural, seja durante o crescimento (anagênese) ou durante a queda do cabelo (telogênese), de forma pontual (aguda) ou habitual (crônica).

Assim, encontramos o eflúvio anágeno agudo (queda de cabelo súbita e generalizada que geralmente se "cura" sozinha) ou crônico (queda de cabelo durante o crescimento com tração mínima), ou eflúvio telógeno agudo (o mais frequente, ocorrendo de 2 a 4 meses após a causa desencadeante) ou eflúvio crônico (transitório e sazonal).

Alopecia areata

Esse é o nome dado à queda de cabelo muito localizada em uma área específica (embora possa ocorrer em toda a cabeça e no corpo). Em geral, ela volta a crescer espontaneamente, mas as recaídas não são incomuns.

Comumente associada a fatores genéticos e distúrbios autoimunes, a alopecia frontal feminina (ou seja, a que ocorre na parte frontal da cabeça) é uma das mais características dessas alopecias quando ocorre em mulheres.

A alopecia frontal feminina

É uma condição que se acredita ser de origem autoimune e recentemente relacionada ao uso de alguns produtos faciais, que causam danos irreversíveis aos folículos pilosos. Afeta principalmente a região frontal e as costeletas (alopecia diadema), podendo também afetar as sobrancelhas e os cílios.

 

Causas Comuns da Calvície Feminina

Além da predisposição genética, outros fatores contribuem para a alopecia feminina, como desequilíbrios hormonais, estresse crônico, dieta inadequada e condições médicas subjacentes. Identificar e tratar esses elementos é crucial para o manejo eficaz da queda de cabelo em mulheres, complementando a abordagem genética com medidas holísticas de cuidado e prevenção.

Desequilíbrios hormonais

Alterações nos níveis hormonais, como as associadas à gravidez, ao parto, à menopausa ou a distúrbios hormonais, como a síndrome do ovário policístico, podem provocar queda de cabelo em mulheres.

Condições médicas

Algumas condições médicas, como hipotireoidismo, calvície feminina areata, lúpus e distúrbios autoimunes, podem causar alopecia feminina como um sintoma secundário.

Estresse físico ou emocional

O estresse físico ou emocional extremo pode desencadear a queda temporária de cabelo em mulheres, conhecida como eflúvio telógeno, que geralmente desaparece quando os fatores estressantes são resolvidos.

Fatores ambientais e de estilo de vida

Secagem excessiva com secador, produtos químicos agressivos para o cabelo, dietas deficientes em nutrientes e tabagismo podem contribuir para a queda de cabelo em mulheres.

 

Sinais e Sintomas

Como dito anteriormente, a perda gradual de cabelo pode manifestar-se de diferentes formas, como em manchas localizadas ou de maneira difusa por todo o couro cabeludo. Este sintoma muitas vezes acompanha afinamento perceptível, especialmente na região superior, coroa ou linha do cabelo. 

Conforme a condição progride, é comum observar uma redução na densidade capilar e uma diminuição significativa no volume, o que pode afetar a aparência geral do cabelo. Além disso, mudanças na textura e na qualidade do cabelo também são frequentemente notadas, incluindo sinais de fragilidade que podem indicar alterações estruturais decorrentes do processo de perda capilar.

 

Opções de Tratamento

Atualmente, há uma enorme variedade de opções de tratamento médico para a queda de cabelo. Podemos encontrar muitos suplementos alimentares que contêm biotina para melhorar a qualidade do cabelo, mas eles não podem impedir a progressão da calvície de padrão feminino geneticamente programada e, nesse sentido, são suplementos destinados a cabelos saudáveis.

Infelizmente, muitas das terapias para queda de cabelo à base de ervas e vitaminas carecem de evidências clínicas comprovadas.

A Food and Drug Administration (FDA) aprovou apenas duas terapias médicas para interromper a queda de cabelo que se mostraram benéficas em pacientes selecionados: finasterida oral e minoxidil tópico. Além disso, esses medicamentos também podem ajudar a otimizar os resultados da restauração capilar cirúrgica.

Atualmente, além dos medicamentos aprovados pela FDA, há também evidências de bons resultados em pacientes selecionados com o uso de terapia a laser de baixa potência, que age por fotoestimulação do folículo piloso.

Há algum tempo, também temos observado os benefícios obtidos especialmente para o controle da queda de cabelo com o uso do plasma rico em plaquetas (PRP), um processo de fácil aplicação, que obtém o plasma do sangue do próprio paciente, tornando o procedimento seguro e sem riscos.

Se finalmente for necessário considerar um transplante de cabelo, o exame clínico e o diagnóstico do médico são de vital importância. Será necessário realizar uma bateria de exames laboratoriais, como: perfil bioquímico, ferro sérico, perfil hormonal, níveis de hormônio da tireoide e, às vezes, se necessário, uma biópsia do couro cabeludo.

 

Prevenção e Dicas de Cuidado com o Cabelo

A recomendação se aplica tanto a homens quanto a mulheres:

  • Mantenha a higiene adequada dos cabelos. É aconselhável lavar o cabelo com frequência usando shampoos de qualidade adequados ao seu tipo de cabelo. É importante lavar o cabelo com cuidado e evitar hábitos típicos de danos.
  • Não desembaraçar o cabelo molhado. É melhor desembaraçar o cabelo antes de lavá-lo no chuveiro, pois o cabelo molhado é muito mais fraco.
  • Não esfregue o couro cabeludo insistentemente com os dedos. A crença de que isso é uma limpeza total é errônea. O shampoo deve ser espalhado suavemente e esfregado com as palmas das mãos por 3 ou 4 minutos, depois massageie as pontas. É aconselhável molhar o cabelo para que ele faça espuma, o que torna a fricção menos agressiva.
  • Não enxágue o cabelo com água quente. É preferível usar água fria para não enfraquecer o cabelo.
  • Use produtos especializados para o cuidado dos cabelos. Por exemplo, condicionadores e loções para fortalecer o cabelo.
  • Faça uma dieta balanceada. Graças a ela, obtemos todos os nutrientes necessários para a saúde de nossos cabelos.
  • Escovar o cabelo. Isso estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo graças à massagem que fazemos com os dentes da escova.

 

Conclusão

Por fim, a calvície feminina é uma condição comum que afeta muitas mulheres. Embora não possa ser completamente evitada, há tratamentos e estratégias disponíveis para gerenciá-la de forma eficaz. Se estiver sofrendo de queda de cabelo, não hesite em procurar ajuda profissional para encontrar a melhor solução para você. 

 

Pill, somos a parceria ideal para a sua saúde

Na Pill, nosso foco é em melhorar a vida das pessoas, democratizando o acesso à saúde e aos serviços da farmácia. Nós nos preocupamos com nossos pacientes e queremos fazer parte do seu cotidiano, facilitando sua vida. É um prazer cuidar todos de vocês.

Para ser atendido, basta mandar a sua dúvida no nosso WhatsApp: (11)99999-0380. Visite nosso site e monte sua cesta de remédio e coloque tudo no automático com o nosso serviço de Compra Recorrente: pill.com.br, sua caixa de remédio renovada todo mês.

Observação: este conteúdo não se destina a substituir aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica.

 

Produtos Relacionados

 

FAQ: perguntas frequentes sobre a Calvície Feminina