Hipoglicemia
Foto Wilton de Andrade
Escrito por
Wilton de Andrade
Última atualização
07/05/2024
Logo da Pill

Hipoglicemia conheça essa condição e seus tratamentos

A hipoglicemia é uma condição em que o nível de glicose no sangue está abaixo da faixa normal. Ela pode estar relacionada à diabetes, no entanto, outros fatores podem causar baixo nível de glicose no sangue. Nesse viés, o tratamento para hipoglicemia faz total diferença.

Um quadro de baixa de glicose exige cuidado imediato, envolvendo a restauração rápida dos níveis normais de açúcar no sangue, seja com um alimento, bebida ou com medicação. Entenda melhor essa condição e saiba mais sobre os tratamentos emergenciais e regulares.

 

Entendendo a Hipoglicemia

A hipoglicemia é uma queda no nível de glicose no sangue abaixo do que é considerado normal, ou seja, em torno de 65 mg/dL, apesar de depender do paciente. Ela pode ser classificada de acordo com sua gravidade, de leve a grave. 

  • Leve e moderada: o paciente percebe os sintomas e é capaz de se tratar sozinho.
  • Grave: o paciente precisa da ajuda de outra pessoa para corrigir a situação.

Os sintomas da hipoglicemia são muito diversos e não ocorrem da mesma forma em todas as pessoas, nem em todos os episódios. É muito importante que cada pessoa identifique quando a hipoglicemia começa e suas reações a ela, para que possa resolvê-la rapidamente por conta própria.

Na hipoglicemia não grave, os sintomas iniciais geralmente são sinais de alerta provenientes das células mais sensíveis à falta de glicose, ou seja, os neurônios. Portanto, a pessoa pode sentir:

  • Fome;
  • Irritabilidade;
  • Incapacidade de se concentrar;
  • Sensação de tontura ou fraqueza e tremores;
  • Sonolência ou confusão;
  • Dor de cabeça;
  • Comportamento agressivo ou inquieto - às vezes a pessoa pode parecer estar intoxicada;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Palidez da pele.

Quando a hipoglicemia atinge um nível grave, a pessoa pode apresentar:

  • Convulsões ou movimentos bruscos;
  • Perda de consciência;
  • Incapacidade de ingerir líquidos ou alimentos.

Ao saber os sintomas dessa condição fica um questionamento, quando posso apresentar um quadro de hipoglicemia? É importante lembrar que o sono noturno não está livre da possibilidade de hipoglicemia, abaixo confira situações específicas.

Hipoglicemia Noturna

A hipoglicemia noturna refere-se aos baixos níveis de açúcar no sangue que ocorrem durante a noite. Os níveis de açúcar no sangue podem cair abaixo dos níveis recomendados se a pessoa comer pouco. Dando ênfase em quem sofre com diabetes, ao consumir sua dose habitual de insulina noturna ou se usar mais insulina do que a prescrita à noite.

Hipoglicemia pós-prandial

A hipoglicemia reativa, às vezes chamada de hipoglicemia pós-prandial, ocorre quando o nível de glicose no sangue cai após uma refeição, geralmente dentro de quatro horas.

Hipoglicemia refratária

Hipoglicemia refratária significa que um episódio de baixo nível de açúcar no sangue é duradouro e não responde aos tratamentos padrão. Há várias causas para a hipoglicemia refratária, incluindo doses muito altas de medicamentos com insulina, tumores pancreáticos e condições de saúde que tornam os níveis de insulina no sangue muito altos.

 

Tratamento Emergencial para Hipoglicemia

O tratamento emergencial da hipoglicemia é muito importante para quem sofre de diabetes. Feito com glucagon, hormônio que aumenta rapidamente a glicose no sangue, ele pode salvar vidas se alguém não estiver alerta o suficiente para comer ou beber algo que aumente a glicose no sangue. O Glucagon só está disponível mediante prescrição médica.

Cerca de 15 minutos após receber o glucagon, a pessoa deve estar alerta e ser capaz de se alimentar. Se a pessoa não reagir dentro de 15 minutos, chame o atendimento médico de emergência. Mesmo que a pessoa responda rapidamente ao glucagon, é recomendável que você entre em contato com o profissional de saúde que cuida do diabetes sem demora.

 

Tratamentos Específicos para Tipos de Hipoglicemia

Se ocorrerem sintomas de hipoglicemia, o nível de glicose no sangue deve, se possível, ser verificado imediatamente. Se o nível estiver baixo, ele deve ser tratado da seguinte forma:

Hipoglicemia Noturna: Tratamento

A hipoglicemia produz uma sintomatologia muito comum: o paciente, em poucos minutos, começa a se sentir fraco, tonto, suado e com palpitações. Ela também pode se manifestar na pele, com palidez. Esses sintomas geralmente melhoram com a ingestão de açúcares ou carboidratos de rápida absorção.

Além de consultar um médico para determinar a causa e estabelecer o melhor tratamento, fica indicado melhorar os hábitos de vida para ter níveis de glicose mais constantes. Sendo recomendado a prática de exercícios, fazendo uma caminhada de 20 minutos após as refeições.

Hipoglicemia Pós-Prandial: Tratamento

A maioria das pessoas que sofrem de hipoglicemia pós-prandial não precisam de tratamento. Em vez disso, os médicos recomendam mudanças na dieta para controlar os sintomas. Dito isso, se uma pessoa precisar de tratamento imediato, os médicos aconselham comer ou beber algo que contenha 15 gramas de carboidratos.

A educação dos pacientes é fundamental no controle da hipoglicemia, pois eles correm o risco de sofrer acidentes e lesões devido aos sintomas neuroglicopênicos. Eles devem aprender a monitorar a glicemia capilar com um medidor de glicose, quando sintomáticos. 

Hipoglicemia Reativa: Tratamento

A hipoglicemia reativa geralmente não requer tratamento médico. Entretanto, se for causada por outra doença, ela deve ser tratada. As seguintes mudanças podem aliviar os sintomas:

  • Faça uma dieta balanceada que inclua alimentos ricos em fibras, como grãos ou cereais integrais, frutas e vegetais.
  • Evite alimentos com açúcar e carboidratos simples processados, como pão branco ou macarrão branco, especialmente com o estômago vazio.
  • Coma alimentos quando estiver ingerindo álcool.
  • Faça várias refeições pequenas e lanches com cerca de três horas de intervalo ao longo do dia.
  • Exercite-se regularmente.

Hipoglicemia Refratária: Tratamento

Como a hipoglicemia refratária é rara e tem várias causas subjacentes, não há um tratamento padrão. Ainda assim, as opções comuns incluem uma infusão intravenosa prolongada de glicose e doses de dextrose.

Diferentes causas subjacentes podem alterar as opções do tratamento de hipoglicemia grave. Por exemplo, uma pessoa que toma uma dose muito alta de insulina provavelmente precisará de um tratamento diferente de uma pessoa com hipoglicemia refratária causada por um tumor.

 

Opções de Tratamento Caseiro e Natural

O mais importante é que a pessoa afetada identifique os sintomas precocemente, para que ela possa contornar o problema consumindo uma quantidade adequada de açúcar, o que restaurará os níveis normais de glicose no sangue.

Portanto, é importante conhecer qual o tratamento para hipoglicemia mais indicado. Por exemplo, consumir uma colher de açúcar, um copo de suco de fruta adoçado, mel, ou carboidratos, como arroz.

Caso não tenha realizado uma consulta médica e sofra algum quadro de queda de glicose, realize esse tratamento complementar para hipoglicemia:

  • Após ingerir essa quantidade de açúcar, aguarde 15 minutos e verifique o nível de glicose.
  • Se ainda estiver baixo, a ingestão pode ser repetida, com as mesmas quantidades e o mesmo tempo de espera, e o nível de glicose pode ser verificado quantas vezes forem necessárias até atingir níveis acima de 70 mg/dl.
  • Quando o nível voltar ao normal, é importante ingerir outros alimentos que liberam glicose mais lentamente - como um pão - para evitar a persistência do problema.

Se, por outro lado, a situação evoluir de forma inadequada e a pessoa chegar a perder a consciência o tratamento caseiro para hipoglicemia não será muito eficaz, as seguintes orientações devem ser seguidas pelas pessoas ao seu redor:

  • Verificar se o paciente está portando algum identificador de uma possível doença diabética ou relacionada à hipoglicemia. Em caso afirmativo, a próxima etapa seria administrar bebidas ou alimentos açucarados, mas isso só deve ser feito se o paciente for capaz de engolir sem risco.
  • Se o paciente não estiver em condições de engolir ou ingerir alimentos sólidos ou líquidos, deve-se procurar atendimento médico urgente para que os profissionais adequados possam administrar glicose e glucagon intravenosos, que é o hormônio responsável por reverter rapidamente a situação.

Nos casos em que o paciente sofre com esses episódios repetidamente, por recomendação médica, como dito anteriormente, existem kits individuais para a administração urgente de glucagon.

 

Alimentos e Nutrição para o Tratamento da Hipoglicemia

Uma opção de hipoglicemia tratamento natural inclui a aplicação da regra dos 15, que consiste em dar 15 gramas de carboidratos simples ou de ação rápida (açúcares), que podem ser 3-4 comprimidos de glicose, 125 ml ou ½ copo de suco de frutas, 1 colher de sopa de açúcar ou mel, são alguns exemplos.

Logo após, aguardar 15 minutos e verificar novamente a glicemia para garantir que a hipoglicemia melhorou, atingindo um valor próximo a 100mg/dL; se a glicemia ainda estiver hipoglicêmica ou próxima da hipoglicemia, recomenda-se tomar outra dose de 15 gramas e aguardar mais 15 minutos para verificar a glicemia. 

Essa é uma regra geral, portanto, podemos ajustar a alimentação dependendo das condições e sob indicação médica. A seguir, confira exemplos de opções de açúcares e carboidratos para tratamento de hipoglicemia:

Frutas

Uma porção de 15 gramas de carboidrato (1/2 banana média, 1/2 xícara de manga, 1 xícara de melancia, etc.), fornece vitaminas e minerais, levando em conta que quanto mais maduras estiverem, mais rápido subirá a glicemia.

Sucos de frutas naturais

1/2 copo de suco nos fornece 15 g de carboidratos. Tomar sucos de origem natural será a melhor maneira de aproveitar seus nutrientes.

Géis de glicose para atletas

Alguns têm porções de 15 gramas de carboidratos, são boas opções para levar para qualquer lugar, podem ser enriquecidos com aminoácidos ou proteínas, além de vitaminas, minerais e eletrólitos; uma possível desvantagem é a consistência.

Bebidas com probióticos

Essas bebidas estão disponíveis em pequenas porções com cerca de 13-15g de carboidratos e em pequeno volume, e os probióticos também atuam beneficiando a saúde intestinal.

Leite

1 xícara de 250 ml fornece 12 g de carboidratos; o leite com baixo teor de gordura ou light aumentará os níveis de glicose mais rapidamente do que o leite integral. Lembre-se de que a gordura retarda a absorção de carboidratos, e essa é a causa da diferença na elevação da glicose.

 

Estratégias Complementares para Gerenciar a Hipoglicemia

A hipoglicemia pode ocorrer quando você menos esperar, se ocorre com frequência, é de extrema importância um diagnóstico médico para elaboração de um plano estratégico personalizado, contudo, confira abaixo dicas complementares para evitar quadros de queda de glicose:

Medicamentos

Tomar o medicamento para diabetes de outra pessoa por engano é uma possível causa de hipoglicemia. Outros medicamentos também podem causar hipoglicemia, especialmente em crianças ou pessoas com insuficiência renal. Evite usar medicamentos sem prescrição médica.

Consumo excessivo de álcool

Beber muito sem comer pode impedir que o fígado libere glicose dos estoques de glicogênio para a corrente sanguínea, isso pode levar à hipoglicemia. Portanto, se for consumir bebidas alcoólicas não esqueça das refeições.

Deficiências hormonais

Certos distúrbios relacionados a tumores da glândula adrenal e da glândula pituitária podem resultar em quantidades inadequadas de alguns hormônios que regulam a produção ou o metabolismo da glicose. Tenha um acompanhamento médico para evitar essas complicações.

 

Cuide da sua saúde 

É importante que o paciente aprenda a reconhecer os sintomas para que o tratamento para hipoglicemia possa ser iniciado o mais rápido possível. Se ocorrer um caso isolado realize o procedimento de restauração dos padrões de glicose pelo consumo de açúcares.

Em situação recorrente é necessário um diagnóstico médico, para evitar problemas graves e possíveis acidentes, como queda. Já para os diabéticos e pessoas com problemas que levam a hipoglicemia é essencial um tratamento e cuidado personalizado. 

Em suma, não deixe de consultar um médico para entender como está sua saúde e receber um tratamento adequado para seu tipo de hipoglicemia.

 

Pill, somos a parceria ideal para a sua saúde

Na Pill, nosso foco é em melhorar a vida das pessoas, democratizando o acesso à saúde e aos serviços da farmácia. Nós nos preocupamos com nossos pacientes e queremos fazer parte do seu cotidiano, facilitando sua vida. É um prazer cuidar todos de vocês.

Para ser atendido, basta mandar a sua dúvida no nosso WhatsApp: (11)99999-0380. Visite nosso site e monte sua cesta de remédio e coloque tudo no automático com o nosso serviço de Compra Recorrente: pill.com.br, sua caixa de remédio renovada todo mês.

Observação: este conteúdo não se destina a substituir aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica.

 

Produtos relacionados

 

FAQ: perguntas frequentes sobre hipoglicemia