Ansiedade Infantil
Foto Wilton de Andrade
Escrito por
Wilton de Andrade
Última atualização
06/05/2024
Logo da Pill

Descubra os melhores remédios para ansiedade infantil

Muitos pais buscam por opções de remédio para ansiedade infantil, focando em proporcionar um maior equilíbrio emocional para os pequenos.

Segundo o Jornal da USP, cerca de 10% das crianças e dos adolescentes poderão sofrer com ansiedade. Isso nos dá pistas da importância de nos atentarmos para esse tema, com bastante cuidado, tendo em vista que a administração de medicamentos para ansiedade requer cautela, especialmente no caso dos cérebros em formação dos pequenos.

Pensando nesses aspectos, desenvolvemos este conteúdo com informações relevantes dentro dessa temática. Acompanhe e confira.

 

Como a ansiedade se manifesta na infância?

Existem diferentes manifestações de ansiedade que podem ser percebidas nas crianças. Dentre as mais comuns, podemos citar o Transtorno de Ansiedade de Separação. Nesse caso, a criança pode apresentar sintomas ansiosos quando os pais estão prestes a se ausentar ou se ausentam. 

Nesses casos, a criança ou o adolescente pode apresentar prejuízos nos relacionamentos interpessoais, sofrendo impactos bastante negativos quando precisa lidar com a ausência de seus pais. Isto é, não se trata de uma emoção de tristeza ou saudade quando os pais se ausentam, considerado normal, mas, sim, manifesta-se como algo exacerbado, que impede que a criança leve uma rotina adequada adiante, por conta dos sintomas ansiosos vivenciados.

Os sintomas, no caso da Ansiedade de Separação, podem ser:

  • Medo excessivo de que algo terrível aconteça com os pais;
  • Fixação na ideia de saber onde os pais estão e quando voltam;
  • Recusa excessiva para ir à escola ou a outro evento e situação sem os pais;
  • Medo de dormir sozinho;
  • Sintomas físicos, como dor de cabeça, de barriga e de estômago podem aparecer;
  • Esses sintomas tendem a desaparecer na presença dos pais.

Além desse quadro clínico, podemos pensar na manifestação da ansiedade na infância por meio do Transtorno de Ansiedade Generalizada.

Nesse caso, a criança ou o adolescente pode apresentar excesso de medo do que pode acontecer, tremores, cansaço excessivo, dificuldade para se concentrar, irritabilidade, distúrbio do sono, entre outros.

Esses sintomas prejudicam a vida social e pessoal do adolescente ou da criança, impactando negativamente o seu bem-estar. Também são sintomas corriqueiros, e que duram há mais de seis meses.

Há ainda o Transtorno Obsessivo-Compulsivo e a Ansiedade Social, cada qual com suas características.

Em ambas as situações, buscar a orientação de um profissional é fundamental para tratar com o remédio para ansiedade infantil mais adequado para cada caso, quando a medicação é aplicável.

 

Remédio para ansiedade infantil: Quais as opções?

Antes de qualquer coisa, é importante frisarmos que a prescrição do remédio para ansiedade infantil deve ser feita por um profissional qualificado. A automedicação pode ser extremamente perigosa.

Além disso, é válido destacar que nem sempre a medicação é necessária. Em parte dos casos, é possível controlar os níveis de ansiedade por meio da psicoterapia, sem medicação, na qual o terapeuta, geralmente da Teoria Cognitivo-Comportamental, irá auxiliar a criança a lidar com os gatilhos ansiosos, dessensibilizando-a.

Entretanto, quando os medicamentos são realmente necessários, podemos pensar em opções como:

  • Inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs): Indicado para tratamentos de longo prazo.
  • Inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina (IRSN): Indicado para tratamentos concomitantes à psicoterapia.
  • Benzodiazepinas: Indicado para casos de ansiedade aguda, e não de longo prazo.
Dentro dessas categorias, podemos considerar os seguintes remédios para ansiedade infantil de acordo com cada caso:
  • Transtorno de Ansiedade Social: Fluoxetina; Fluvoxamina; Sertralina;
  • Transtorno de Ansiedade de Separação: Fluoxetina; Fluvoxamina; Sertralina.

O tipo de remédio controlado para ansiedade infantil que será administrado depende de uma variedade de fatores, como sintomas, tipos de ansiedade, idade da criança, resposta ao tratamento psicoterapêutico, e assim por diante.

 

Remédio para ansiedade infantil natural: Existem opções naturais?

Muitos pais procuram por calmante natural infantil e calmante natural para nervosismo infantil. Nesse cenário, existem chás que podem ser considerados como um tratamento natural para os sintomas de ansiedade, como é o caso do chá de passiflora, vendido sem prescrição médica.

Entretanto, é importante estar ciente de que mesmo os medicamentos tidos como "naturais" podem apresentar efeitos colaterais, e a automedicação nunca é um bom caminho.

Se você quer um medicamento natural para o seu filho, o mais recomendado é que converse com o pediatra. Dessa maneira, será possível avaliar quais medicamentos podem, efetivamente, trazer benefícios e apresentar menor incidência de efeitos colaterais.

Além disso, é importante termos em mente que os hábitos também podem ser considerados um tipo de "tratamento natural para ansiedade". Isto é, a rotina da criança e seus hábitos cotidianos podem ajudá-la a reduzir a ansiedade. É o caso de práticas como:

  • Higiene do sono, para dormir bem;
  • Estabelecimento de rotina e horários, para aumento da previsibilidade;
  • Alimentação saudável;
  • Prática regular de exercícios físicos;
  • Redução no consumo de telas;
  • Entre outros hábitos saudáveis.

 

Qual o melhor calmante infantil?

Outra dúvida muito comum é com relação ao melhor calmante infantil. Porém, é importante destacarmos que existem alguns fatores levados em conta na hora de o profissional da saúde prescrever um medicamento. Veja alguns exemplos:

  • Idade da criança, pois esse fator influencia profundamente, uma vez que cada fase do desenvolvimento é caracterizada por um estágio cerebral;
  • Sintomas e intensidade de cada um deles;
  • Relação da criança com a psicoterapia e a evolução por meio desse acompanhamento;
  • Histórico de saúde e familiar;
  • Entre outros aspectos.

Por isso, não é possível prescrever qual o melhor calmante infantil, uma vez que cada caso exigirá uma prescrição personalizada.

 

Calmante para bebê de 2 anos dormir: Existe opção?

Não é recomendado oferecer calmantes ou medicamentos para as crianças dormirem, especialmente bebês.

Inclusive, um estudo feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, nos EUA, constatou um aumento na intoxicação por melatonina, pois muitos cuidadores têm usado esse hormônio do sono para fazer as crianças dormirem.

Porém, essa prática de automedicação e de busca por calmantes para as crianças dormirem rapidamente é extremamente perigosa, e pode acarretar em danos severos para os pequenos.

Portanto, não podemos indicar um calmante para bebê de 2 anos dormir. O que podemos considerar é a prática da higiene do sono nesses casos, que consiste em:

  • Criar um ritual relaxante antes de dormir, como um banho quente e massagem;
  • Reduzir as luzes da casa pelo menos 3 horas antes de fazer a criança dormir;
  • Evitar o consumo de telas à noite;
  • Reduzir os estímulos sensoriais, como barulho, à noite;
  • Não oferecer alimentos pesados antes de dormir;
  • Entre outras recomendações que o pediatra pode prescrever para a sua criança.

 

Calmante homeopático para ansiedade infantil: O que dizem os especialistas?

Com relação ao calmante homeopático para ansiedade infantil, existem controvérsias entre profissionais da saúde.

Há profissionais que prescrevem os medicamentos, enaltecendo que podem trazer benefícios. Em contrapartida, a comunidade científica encara a homeopatia como pseudociência, descrevendo os resultados dos seus medicamentos como efeito placebo.

Por isso, é importante conversar com especialistas e analisar prós e contras do tratamento, formando a sua opinião sobre o assunto.

 

Busque orientação de um especialista

Como vimos no decorrer deste artigo, existe uma grande variedade de medicamentos para ansiedade infantil. Além disso, há o tratamento psicoterapêutico, a necessidade de mudar alguns hábitos para reduzir os sintomas de ansiedade, e assim por diante.

Por isso, se você tem notado que a sua tem apresentado sintomas de ansiedade, busque a orientação de um psicólogo infantil ou pediatra. Assim, é possível analisar de perto o caso, buscando um tratamento mais alinhado às necessidades do pequeno. Afinal, cada caso é um caso.

 

Pill, somos a parceria ideal para a sua saúde

Na Pill, nosso foco é em melhorar a vida das pessoas, democratizando o acesso à saúde e aos serviços da farmácia. Nós nos preocupamos com nossos pacientes e queremos fazer parte do seu cotidiano, facilitando sua vida. É um prazer cuidar todos de vocês.

Para ser atendido, basta mandar a sua dúvida no nosso WhatsApp: (11)99999-0380. Visite nosso site e monte sua cesta de remédio e coloque tudo no automático com o nosso serviço de Compra Recorrente: pill.com.br, sua caixa de remédio renovada todo mês.

Observação: este conteúdo não se destina a substituir aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica.

 

Produtos relacionados

 

FAQ: perguntas frequentes sobre remédios para ansiedade infantil