Entenda os Hormônios da Tireoide: Função e Desregulação
Foto Wilton de Andrade
Escrito por
Wilton de Andrade
Última atualização
26/03/2024
Logo da Pill

Importância da Tireoide

O hormônio tireóide é um dos reguladores da vida. Eles são macromoléculas que viajam pelo sangue até todas as células do corpo. Eles são essenciais para o desenvolvimento de todas as células. Energia e temperatura são algumas das funções nas quais eles estão envolvidos, além de estarem em todos os processos metabólicos e funcionais dos tecidos.

Os íons de iodo e a proteína tirosina fazem parte da composição química específica das tironinas e circulam em nosso corpo regulando todos os tipos de funções. Para entender melhor a linguagem do endocrinologista em suas explicações sobre a tireóide é importante conhecer os hormônios e as proteínas da tireóide.

 

Discussão sobre os hormônios tireoidianos e sua importância

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu o dia 25 de maio como o Dia Mundial da tireóide, com o objetivo de refletir sobre suas funções e doenças, além de aumentar a conscientização sobre o diagnóstico precoce e a prevenção. Atualmente, aproximadamente 300 milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças da tireóide, sendo que as mulheres são oito vezes mais afetadas. O risco aumenta com a idade, embora ninguém esteja isento. 

A glândula tireóide é uma glândula em forma de borboleta localizada na parte frontal do pescoço, abaixo da cartilagem tireóide (pomo de Adão), mas a maioria das pessoas não consegue vê-la ou senti-la. Essa glândula tem dois lobos, direito e esquerdo, conectados por uma glândula olfativa estreita. 

Sua função é produzir os hormônios da tireóide (T4 e T3), que são responsáveis por várias funções, incluindo o fornecimento de energia ao corpo, a regulação do metabolismo, a regulação da temperatura corporal, a participação no crescimento, o desenvolvimento do cérebro e nas mulheres a fertilidade. A produção desses hormônios depende do iodo, que é encontrado no sal e, em menor escala, em peixes e mariscos.

 

O Papel dos Hormônios Tireoidianos: Sua função no corpo

Em geral, o hormônio tireóide influencia todas as células e órgãos do corpo. Se houver excesso de hormônios da tireóide, o corpo ficará mais rápido e, se os hormônios da tireóide estiverem falhando, ficará mais lento. Por exemplo, ele determina a velocidade com que o corpo queima calorias (metabolismo). Isso pode causar ganho ou perda de peso.

  • Pode diminuir ou acelerar a frequência cardíaca. 
  • Pode aumentar ou diminuir sua temperatura corporal. 
  • Alterar a velocidade com que os alimentos passam pelo trato digestivo. 
  • Afetar a força muscular. 
  • Determinar a rapidez com que o corpo substitui as células que estão morrendo.

A glândula tireóide e a glândula pituitária trabalham juntas. A glândula pituitária (localizada perto da base do cérebro) produz, armazena e libera o hormônio estimulante da tireóide (TSH). A glândula pituitária secreta TSH e a glândula tireóide produzem mais T3 e T4. Um nível alto de TSH significa que você não tem hormônio tireoidiano suficiente e um nível baixo de TSH significa que você tem hormônio tireoidiano em excesso.

 

Desregulação Hormonal: Causas e efeitos no organismo

O hipotireoidismo é caracterizado por um déficit dos tireóide hormônios, o que torna o organismo mais lento. Suas causas mais frequentes são auto imunes (tireoidite de Hashimoto) e deficiência de iodo. É dez vezes mais comum em mulheres e ocorre principalmente em pessoas com predisposição familiar. 

Já o hipertireoidismo é decorrente de um excesso de hormônios tireoidianos, fazendo com que o organismo fique acelerado. Sua principal causa é a auto imune (doença de Graves-Basedow). Também é mais comum em mulheres. 

Para ambas as patologias, há tratamento eficaz, daí a importância do diagnóstico precoce e do controle. Além disso, o funcionamento inadequado da glândula tireóide pode levar a:

  • Nódulo único sólido ou cístico: ocorre quando parte da glândula cresce de forma anormal. A maioria dos nódulos da tireóide é benigna.
  • Bócio multinodular: caracteriza-se pelo crescimento da glândula tireóide na forma de vários nódulos.
  • Tireoidite: inflamação da glândula tireóide.
  • Câncer de tireóide: presença de vários tipos de carcinomas ou tumores malignos.

 

Sintomas de Desequilíbrio Hormonal: Como identificar problemas

Há uma variedade de sintomas que você pode apresentar se tiver uma doença da tireóide. Infelizmente, os sintomas de uma doença da tireóide costumam ser muito semelhantes aos sinais de outras doenças e fases da vida. Isso pode dificultar saber se os seus sintomas estão relacionados a um problema de tireóide ou a algo completamente diferente.

Na maioria das vezes, os sintomas de doenças da tireóide podem ser divididos em dois grupos - aqueles relacionados ao excesso de hormônio tireoidiano (hipertireoidismo) e aqueles relacionados à falta de hormônio tireoidiano (hipotireoidismo). Os sintomas podem incluir:

  • Alterações ou variações no peso e no humor.
  • Fadiga e cansaço crônico.
  • Fraqueza muscular e dor nas articulações
  • Prisão de ventre.
  • Em mulheres, alterações no ciclo menstrual e problemas de fertilidade.
  • Dor de garganta e rouquidão.
  • Alterações na pele, no cabelo e nas unhas.
  • Aumento da sensibilidade ao frio.

Às vezes, essas patologias são confundidas com outros sintomas, como depressão, ansiedade ou até mesmo problemas cardíacos, e, se não forem tratadas, podem ter consequências graves, mas a identificação precoce do problema por um endocrinologista permitirá uma vida normal e assintomática.

 

Tratamento e Controle: Abordagens para manejar desequilíbrios hormonais

O objetivo do seu diagnóstico é fazer com que os níveis de hormônio da tireóide voltem ao normal. Isso pode ser feito de várias maneiras e cada tratamento específico dependerá da causa do seu problema de tireóide.

Se você tiver níveis elevados de hormônios da tireóide (hipertireoidismo), as opções de tratamento podem incluir:

  • Medicamentos antitireoidianos (metimazol e propiltioracil): Esses são medicamentos que impedem a produção de hormônios pela tireóide.
  • Iodo radioativo: Esse tratamento danifica as células da tireóide, impedindo-a de produzir altos níveis de hormônios tireoidianos.
  • Bloqueadores beta: Esses medicamentos não alteram a quantidade de hormônios no corpo, mas ajudam a controlar os sintomas.
  • Cirurgia: Uma forma mais permanente de tratamento, seu médico pode remover cirurgicamente a tireóide (tireóidectomia). Isso fará com que ela pare de produzir hormônios. No entanto, será necessário tomar hormônios de reposição da tireóide pelo resto da vida.

Se você tiver níveis baixos de hormônios da tireóide (hipotireoidismo), a principal opção de tratamento é:

  • Medicação de reposição da tireóide: Esse medicamento é uma forma sintética (feita pelo homem) de adicionar os hormônios da tireóide de volta ao seu corpo. Um medicamento comumente usado é a levotiroxina. Ao usar um medicamento, você pode controlar a doença da tireóide e levar uma vida normal.

 

Dicas para manter uma tireóide saudável

A melhor maneira de cuidar da glândula tireóide é levar um estilo de vida saudável. Nesse sentido, é importante fazer pelo menos 30 minutos por dia de exercícios aeróbicos para ajudar a regular o metabolismo. Outro hábito importante é dormir bem, pois o cansaço e a insônia enfraquecem a glândula tireóide devido à sobrecarga e ao gasto de energia.

Além dos itens acima, um fator fundamental na prevenção de doenças da tireóide é a dieta. De acordo com vários estudos, há certos alimentos que influenciam a função da tireóide, tanto para melhor quanto para pior. Entre os alimentos recomendados para manter essa glândula saudável, destacamos os seguintes:

  • Alimentos que contêm iodo, um elemento essencial para a produção dos hormônios da tireóide. No entanto, o excesso de iodo pode danificar a glândula e causar infecções maiores. Esse grupo inclui algas marinhas, mariscos, laticínios e peixes, como o bacalhau.
  • Os alimentos antioxidantes servem para proteger a glândula tireóide. Esse grupo inclui alimentos essenciais como legumes e frutas, como kiwi, abacate e banana.
  • Alimentos que contêm selênio, um micronutriente que facilita a ativação dos hormônios da tireóide. Os principais alimentos ricos em selênio são atum e sardinha, aves, cordeiro, frutos do mar, nozes e ovos.
  • Implemente alimentos que contenham zinco, outro nutriente que ajuda a ativar os hormônios da tireóide. O zinco é encontrado principalmente em carnes, em geral, e legumes.
  • Os alimentos que contêm tirosina são especialmente úteis se você sofre de hipotireoidismo, pois promovem a produção de hormônios da tireóide. Os alimentos que contêm esse aminoácido incluem queijo parmesão, carne vermelha, peixe, laticínios e ovos.

Também é importante reduzir o consumo de alimentos processados, incluindo gorduras trans, alto teor de frutose, glutamato monossódico e açúcar refinado, pois eles podem causar inflamação intestinal e, por sua vez, desencadear crises autoimunes.

 

Equilíbrio hormonal para a saúde

Essa glândula endócrina tem grande influência na saúde humana, pois envia hormônios importantes para muitos processos do corpo, como a regulação dos processos metabólicos, da temperatura corporal, da frequência cardíaca e da assimilação de nutrientes. Ela também desempenha um papel na regulação do sono, do apetite e do humor, e é essencial para o crescimento e o sistema nervoso, entre outras coisas.

Quando a tireóide produz muitos ou poucos hormônios, ela pode causar desequilíbrios que estão associados a uma série de sintomas. Portanto, é de grande importância estar atento a todos os sintomas e consultar um médico ao desconfiar se está sofrendo com essa doença.

 

Pill, somos a parceria ideal para a sua saúde

Na Pill, nosso foco é em melhorar a vida das pessoas, democratizando o acesso à saúde e aos serviços da farmácia. Nós nos preocupamos com nossos pacientes e queremos fazer parte do seu cotidiano, facilitando sua vida. É um prazer cuidar todos de vocês.

Para ser atendido, basta mandar a sua dúvida no nosso WhatsApp: (11)99999-0380. Visite nosso site e monte sua cesta de remédio e coloque tudo no automático com o nosso serviço de Compra Recorrente: pill.com.br, sua caixa de remédio renovada todo mês.

Observação: este conteúdo não se destina a substituir aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica.

 

Produtos Relacionados 

 

FAQ: perguntas frequentes sobre os hormônios da tireoide